Dicas e utilidades

ECONOMIA DOMÉSTICA: 5 DICAS PARA VOCÊ GUARDAR DINHEIRO

Junho 25, 2020

ECONOMIA DOMÉSTICA: 5 DICAS PARA VOCÊ GUARDAR DINHEIRO

Praticar a economia doméstica é de grande importância para quem quer guardar dinheiro  e ter uma vida mais tranquila.

No início parece ser difícil, no entanto, quanto mais for praticando a economia no âmbito familiar, mais você vai se acostumar e se sentirá motivado ao perceber os resultados.

Quer aprender 5 dicas muito importantes sobre economia doméstica ? Então não deixe de ler o texto abaixo com bastante atenção para mudar sua vida de uma vez por todas.

Conheça 5 dicas de economia doméstica para ajudar você a ter uma vida mais tranquila

Um dos grandes desafios dos tempos atuais é conseguir economizar dinheiro. As ofertas são frequentes e acabamos seguindo a tendência do consumismo exacerbado.

A questão é que se os gastos não cabem dentro do orçamento, a tendência é que você tenha muito mais dificuldades em manter até mesmo as despesas essenciais.

Veja as 5 dicas que preparamos para que você possa aprender mais sobre economia doméstica:

  1. Pague suas dívidas.

A primeira dica de economia doméstica é pagar as dívidas, para que você consiga juntar dinheiro.  Não se desespere se perceber que as suas contas são altas.

Preferencialmente comece pagando as mais altas. Negocie junto aos credores para que você consiga descontos e possa ficar livre das dívidas.

Evite comprar fiado para que você não perca o foco da mudança de vida e assim, acabe não pagando as contas que estão impedindo a sua saúde financeira.

Não se esqueça das contas pequenas. Elimine-as e não faça outras. As pequenas comprinhas á prazo são responsáveis pelo grande descontrole financeiro de muitas pessoas.

  1. Mude os hábitos de consumo

Muitas vezes ficamos presos em marcas que usamos simplesmente por hábito e acabamos dando preferência à produtos que são mais caros.

Além disso, alimentamos alguns hábitos de consumo somente para ostentar. No entanto, quem arca com as consequências desse ato somos nós mesmos.

Se você quer economizar, uma boa maneira de começar é  comprando produtos mais baratos.

Isso não significa adquirir produtos de baixa qualidade, mas abrir o olhar para novas possibilidades.

No entanto, nada adianta comprar marcas diferentes, se na sua mente você ainda acredita que somente as tradicionais de fato são de qualidade.

Isso servirá como o bloqueio e impedirá você de continuar economizando para conseguir juntar dinheiro.

  1. Tenha uma planilha de gastos mensais

Aquilo que você não anota acaba se perdendo, sendo assim, se você ainda não tem o hábito de anotar as despesas da sua casa, bem como os demais gastos, é hora de começar.

Você pode baixar no seu smartphone algum aplicativo específico para isso, ou até mesmo, usar o Excel para fazer planilhas.

Caso trabalhe o dia todo com o computador, essa uma boa opção, pois você não se esquecer facilmente de efetuar os registros.

Seja disciplinado e anote tudo. Tenha a relação de todas as despesas mensais fixas e variáveis. Veja abaixo alguns exemplos:

Despesas fixas:

  • Aluguel;
  • Condomínio;
  • Internet;
  • Gás;
  • Telefone;
  • Plano de saúde;

Despesas variáveis:

  • Água;
  • Energia elétrica
  • Supermercado;
  • Sacolão;
  • Açougue;
  • Gasolina;
  • Lazer, entre outras.

Anote todas as informações acima. Não se esqueça de registrar todos os seus gastos, mesmo que seja apenas um cafezinho de R$3,00 reais na rua.

Tenha em mente que se essa despesa se repetir por 20 dias no mês, seu gasto mensal será de R$60,00 mensais apenas com um cafezinho puro.

  1. Pesquise preço

Esse é um hábito que não deveria jamais se esquecido. Com a internet fazer a comparação de preços ficou ainda mais fácil.

Nunca faça suas compras antes de pesquisar o preço em pelo menos duas lojas diferentes. Use a internet a seu favor nessa hora.

Verifique a data de vencimento e o tipo de produto. Alguns supermercados colocam muitos produtos na promoção, mas eles já estão com perto de vencer.

Analise como é o hábito de consumo na sua casa, para saber se vale à pena levar o produto. Essa dica é muito importante nas compras de alimentos.

Nas demais compras, como roupas e brinquedos, verifique os preços de acordo com a qualidade do produto. Cuidado para não comprar roupas muito baratas e de baixa qualidade.

Pois dessa maneira ao invés de economizar, você vai gastar duas vezes.

Antes de realizar qualquer compra, pergunte a você mesmo: Realmente eu preciso deste produto? Ele é muito necessário?

Não se esqueça de pesquisar também antes da contratação de serviços. É importante comparar preços para garantir uma escolha que não pese no bolso.

  1. Corte gastos extras

Uma das coisas que mais prejudica a economia doméstica são os gastos extras. Despesas com uber, lanches diários na rua e pedidos diários no Ifood são verdadeiros assaltantes do seu bolso.

Os happy hour frequentes com os amigos, jantares fora de casa e aproveitar às todas as promoções que aparecem são excelentes para tirar você do foco.

Sendo assim, se você quer economizar, comece a planejar seus momentos de lazer e a controlar os gastos desnecessários.

Prefira usar o uber nas saídas noturnas, durante o dia, caminhe ou use o transporte público, que é mais barato.

Crie o hábito de carregar seus lanches de casa, além de ter uma alimentação saudável, você não gastará dinheiro extra na rua.

Lembre que alimentar-se bem também é uma forma de praticar economia domestica, pois se você se alimenta bem, terá muito mais saúde e não gastará dinheiro com medicamentos.

Escolha no máximo um dia na semana para lanchar fora ou fazer pedidos no Ifood. Além disso, estabeleça um limite de gastos por vez.

Essa é uma forma de controlar as despesas e gastos e assim fazer com que você consiga juntar dinheiro para qualquer imprevisto e até mesmo para realizar seus sonhos

Conclusão

A prática da economia doméstica é uma necessidade cada vez maior, principalmente nos tempos difíceis em que estamos vivendo.

Sem contar que os imprevistos como desemprego, enfermidade ou acidentes podem acontecer quando menos esperamos.

Portanto, nada melhor e mais seguro que guardar dinheiro para as emergências.

Agora que você já conhece as 5 dicas de economia doméstica, comece agora a colocar cada uma delas em prática e tenha muito mais tranquilidade financeira.

 

Veja também: